ANUNCIO MEU AMOR À LEILÃO

Anuncio, com todas as palavras, segurando um cartaz grande, entregando panfletos no farol e de megafone na rua que: o meu amor está aberto à leilão. Por desejo de encontrar algo verdadeiro e não correr o risco de perder alguns pretendentes, não vou colocar minha foto. Deixo disponível apenas o preço inicial junto com algumasContinuar lendo “ANUNCIO MEU AMOR À LEILÃO”

OH DOCE AVENTURA,POR FAVOR NUNCA VÁ EMBORA

Não faça de mim mais uma alma abandonada, presa às armadilhas do tempo, vítima do acaso. Mais um corpo com as garras feitas na manicure, sem desejo algum, força nenhuma, promessa alguma. Oh Doce Aventura, me prometa que sempre plantará sementes em mim e regue minha mente de ideais malucas demais para quem não senteContinuar lendo “OH DOCE AVENTURA,POR FAVOR NUNCA VÁ EMBORA”

E EU QUE NEM FUMO, TE TRAGO NO PEITO

Nunca vi alguém tão louco por tabaco quanto você, que ama com uma ferocidade cada bituca me faz até sentir ciumes do seu maço de cigarro 100 que você leva para todo lado no bolso. Queria que, no momento que me colocasse na sua boca e me apertasse com força contra os seus lábios, puxasseContinuar lendo “E EU QUE NEM FUMO, TE TRAGO NO PEITO”

ELE CHEIRA COMO LÁ FORA DEPOIS DA CHUVA

Ele cheira como lá fora depois da chuva, quando as gotas fortes já foram embora e só sobrou uma garoa tão tímida, que nem deveria ser chamada de garoa.  O asfalto ainda está molhado, algumas poças presentes aqui e ali e a água escorre rapidamente alternado seus beijos na lateral da calçada e no fimContinuar lendo “ELE CHEIRA COMO LÁ FORA DEPOIS DA CHUVA”

VOCÊ É O TIPO DE PESSOA QUE A GENTE LÊ

Você me lembra um típico personagem principal de livros. Aquele que todos os outros personagens acham estranho ou ordinário demais, mas para o leitor, e apenas para o leitor, é intrigante de uma maneira simples, usa jaqueta jeans e tem um diário.  Parece que não foi tão bem sucedido aos olhos dos outros personagens masContinuar lendo “VOCÊ É O TIPO DE PESSOA QUE A GENTE LÊ”

ESTOU INDO EMBORA

Desculpa, mas eu tô indo embora.  Já falei por vezes demais essa frase, que agora, as palavras saem da minha boca de maneira tão natural, que o meu coração nem sente o efeito.  Fica tudo no peso do seu.   Já tô com as passagens na mão, mala na porta, minha mãe chorando à dias eContinuar lendo “ESTOU INDO EMBORA”

ESTOU FALANDO DE VOCÊ

Vai. Liga para mim e diz logo que me ama.  Liga para mim e diga com as suas palavras: “nossa… nunca me senti assim…”. Não quer ligar? Muito cool para isso? Tudo bem… manda mensagem.  Me convida em linhas curtas para sair e me diga, com seu jeito confiantemente tímido, que seus dias de cachorro acabaram. VocêContinuar lendo “ESTOU FALANDO DE VOCÊ”

UMA CURTA, PORÉM DEVASTADORA, TRAGÉDIA

Eu me esqueci.  Qual era o gosto dos seus lábios contra os meus?  Qual era a textura deles no fim de noite?  Acho que tinha um gosto diferente quando estavam misturados com saudades, mas não me lembro exatamente qual era.  Como que era mesmo o seu beijo? Por favor me diga que havia algo neleContinuar lendo “UMA CURTA, PORÉM DEVASTADORA, TRAGÉDIA”

SHH NÃO FALE NADA

Se embrulhe mais nos cobertores. Isso, assim.  Agora, feche os olhos.  Tá ouvindo?  Consegue ouvir os pingos de chuva que caem do céu com força, baterem na telha?  Consegue ouvi-los escorrendo com pressa desaguando em uma linha fina no cimento do jardim?  Consegue ouvir os carros passando pela rua?  Consegue ouvir as rodas que giramContinuar lendo “SHH NÃO FALE NADA”

NINGUÉM AVISA

Ninguém me avisou o perigo que são os garotos de olhos que refletem o brilho da rua e que tem cheiro de fumaça de teatro.  Ninguém me disse que ele me encantaria como uma criança ouvindo contos de fadas, pronunciando cada palavra como ouro em sua língua dourada.  Nunca me disseram que o sorriso, daContinuar lendo “NINGUÉM AVISA”