VOCÊ É O TIPO DE PESSOA QUE A GENTE LÊ

Você me lembra um típico personagem principal de livros. Aquele que todos os outros personagens acham estranho ou ordinário demais, mas para o leitor, e apenas para o leitor, é intrigante de uma maneira simples, usa jaqueta jeans e tem um diário.  Parece que não foi tão bem sucedido aos olhos dos outros personagens masContinuar lendo “VOCÊ É O TIPO DE PESSOA QUE A GENTE LÊ”

ESTOU INDO EMBORA

Desculpa, mas eu tô indo embora.  Já falei por vezes demais essa frase, que agora, as palavras saem da minha boca de maneira tão natural, que o meu coração nem sente o efeito.  Fica tudo no peso do seu.   Já tô com as passagens na mão, mala na porta, minha mãe chorando à dias eContinuar lendo “ESTOU INDO EMBORA”

ESTOU FALANDO DE VOCÊ

Vai. Liga para mim e diz logo que me ama.  Liga para mim e diga com as suas palavras: “nossa… nunca me senti assim…”. Não quer ligar? Muito cool para isso? Tudo bem… manda mensagem.  Me convida em linhas curtas para sair e me diga, com seu jeito confiantemente tímido, que seus dias de cachorro acabaram. VocêContinuar lendo “ESTOU FALANDO DE VOCÊ”

UMA CURTA, PORÉM DEVASTADORA, TRAGÉDIA

Eu me esqueci.  Qual era o gosto dos seus lábios contra os meus?  Qual era a textura deles no fim de noite?  Acho que tinha um gosto diferente quando estavam misturados com saudades, mas não me lembro exatamente qual era.  Como que era mesmo o seu beijo? Por favor me diga que havia algo neleContinuar lendo “UMA CURTA, PORÉM DEVASTADORA, TRAGÉDIA”

SHH NÃO FALE NADA

Se embrulhe mais nos cobertores. Isso, assim.  Agora, feche os olhos.  Tá ouvindo?  Consegue ouvir os pingos de chuva que caem do céu com força, baterem na telha?  Consegue ouvi-los escorrendo com pressa desaguando em uma linha fina no cimento do jardim?  Consegue ouvir os carros passando pela rua?  Consegue ouvir as rodas que giramContinuar lendo “SHH NÃO FALE NADA”

NINGUÉM AVISA

Ninguém me avisou o perigo que são os garotos de olhos que refletem o brilho da rua e que tem cheiro de fumaça de teatro.  Ninguém me disse que ele me encantaria como uma criança ouvindo contos de fadas, pronunciando cada palavra como ouro em sua língua dourada.  Nunca me disseram que o sorriso, daContinuar lendo “NINGUÉM AVISA”

DESEJO UM DIA

Não sei dizer se acredito em vidas passadas, mas se se acredito; desejo fortemente ter sido um grande escritor alguma vez. Desejo um dia ter tido o dom da escrita dados aos beijos pelas estrelas, e um amor igualmente alucinante e trágico. Digno de dezenas de livros e marcado pela glória de uma era dourada.Continuar lendo “DESEJO UM DIA”

TRÁGICO, NÃO É?

É tudo um pouco muito trágico, não é?  O seu último sorriso direcionado para mim, minha última risada da sua piada, sua última cara de bobo, meu último olhar apaixonado, nossa última viagem, aquele último beijo. Trágico demais. A sensação antes de desligar a ligação, o momento que fecha a porta quando a vista vaiContinuar lendo “TRÁGICO, NÃO É?”

OS CÉUS AJUDAM O IDIOTA

Talvez, por pura curiosidade, os céus ajudem aquele idiota que ousa se apaixonar.  Para assistir de camarote o que vai acontecer dessa vez.  Para ter uma certeza de que alguma vez, pelo menos uma vez, o amor vai sorrir para ele da mesma forma boba que ele sorri ao ver uma chance de se apaixonar. Continuar lendo “OS CÉUS AJUDAM O IDIOTA”

9090 E O SEU NÚMERO

Disquei 9090 antes do seu número.  Desculpa, eu sei que a mensagem antes de você atender é chata e você acha que a ligação é da cadeia, mas a saudades eram tantas que não me importei em pagar esse mico.  Eu precisava ouvir a sua voz, saber que você está bem em algum lugar, entende? Continuar lendo “9090 E O SEU NÚMERO”